• Acesse a área exclusiva:

Novembro Azul – Câncer de Próstata e Obesidade



O mês de novembro já é marcado nos calendários como Novembro Azul, o mês de conscientização para a saúde masculina.

A obesidade é fator que aumenta o risco para diversas outras doenças, inclusive para o câncer de próstata. Conforme dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), 596 mil novos casos da doença foram registrados no Brasil, em 2016, sendo 15 mil deles, associados à obesidade e ao sobrepeso. O levantamento do Inca ainda apontou que a obesidade influencia, principalmente, sobre a incidência de tumores na próstata, mama e colorretal, sendo que o tumor em homens obesos é mais agressivo.

Como se prevenir:

A prevenção requer uma alimentação saudável e balanceada, assim como a prática semanal de atividade física por 150 minutos, valendo caminhada, dança, corrida, academia e pedalar, entre outras. O exercício físico é benéfico para o paciente em tratamento de câncer de próstata, por fortalecer o sistema imunológico e estimular a produção óssea.

A atividade física só deve começar após recomendação médica, para quem está em tratamento e deve, sempre, ter acompanhamento profissional. O educador físico pode alterar o tipo de exercício, conforme cada fase do tratamento, visando adequação à necessidade, disposição e capacidade naquele momento, uma vez que o paciente de radioterapia fica mais cansado. O segredo é a regularidade.

Os benefícios da atividade física são importantes para quem está em tratamento contra o câncer de próstata, pois alguns pacientes ficam deprimidos.  A atividade física ajuda a melhorar a autoestima e proporciona bem-estar.

Você encontra mais informações com nossa equipe médica, sendo que nosso urologista pode te ajudar a diagnosticar problemas e esclarecer dúvidas.


Deixe seu comentário




Voltar

Agendamento Online