A infância é o período da vida em que as brincadeiras, os sorrisos, os cuidados, os mimos, a alegria, mas sobretudo, a saúde, muita saúde deve ser inerentes a essa etapa tão especial da vida!

Em tempos de tantas mudanças, nossas crianças já não brincam nas ruas, não têm período adequado de sono e uma alimentação ou, melhor, uma nutrição de boa qualidade…

Se educar faz parte do processo de desenvolvimento das crianças, por onde anda a Educação Alimentar? Como não alertar sobre a Obesidade, doença cada vez mais crescente em nossas crianças e adolescentes?

A obesidade é um distúrbio do metabolismo que ocorre pela interação de fatores genéticos, comportamentais e ambientais e leva ao acúmulo excessivo de gordura no organismo.

Nos países industrializados, o excesso de peso é o mais frequente distúrbio nutricional em crianças e adolescentes. Com dietas cada vez mais industrializadas, processadas, ou seja, ricas em sódio (sal), açúcar e gorduras, nossas crianças estão cada vez mais obesas e com a saúde cada vez mais comprometida.

As consequências do excesso de peso nessa fase da vida ressaltam todos os agravos causados pela obesidade, como alterações da glicose, do colesterol, da pressão arterial e até mesmo o risco da doença cardiovascular.

A obesidade devasta autoestima, mina a alegria, cerra qualquer sorriso, impede muitas brincadeiras e diminui o tempo de vida!

Sejamos responsáveis pela educação nutricional, pela saúde das nossas crianças e adolescentes!

Quem ama cuida!

Equipe PedNutri
(Instituto Mineiro de Obesidade e Cirurgia)