• Acesse a área exclusiva:

Hérnia de hiato – Comorbidades

A hérnia de hiato ocorre quando o estômago sofre uma alteração decorrente do enfraquecimento dos ligamentos do esôfago e, então, sobe além da altura do abdômen, elevando-se até o tórax e formando uma espécie de bolsa acima do diafragma, podendo ser pequena, sem sintomas ou muito grande.

O enfraquecimento dos ligamentos do esôfago pode ocorrer por questões genéticas, excesso de esforço e, principalmente, sobrepeso.

O excesso de peso causa uma maior pressão no esôfago, ampliada pelo consumo de alimentos além do necessário, facilitando o surgimento da hérnia.

Embora muitos casos sejam assintomáticos, os principais sintomas são:

  • Azia, que costuma piorar, quando a pessoa deita ou se curva para frente
  • Arrotos
  • Dificuldade para engolir
  • Tosse seca e irritativa
  • Sabor amargo frequente e mau hálito
  • Fadiga
  • Dor no peito
  • Sensação de digestão lenta
  • Vontade frequente de vomitar

Os sintomas costumam surgir, em média, 30 minutos após as refeições e desaparecem pouco tempo depois, como o refluxo que, pode ser identificado antes da hérnia de hiato.

Os tratamentos são feitos com medicamentos para reduzirem as dores e o desconforto,  neutralizando a acidez estomacal, diminuindo o refluxo e fortalecendo os ligamentos do esôfago. A cirurgia é um método aplicado, quando os medicamentos não surtem o efeito esperado e em situações de emergência.

As complicações envolvem aspiração pulmonar e anemia, devido à deficiência de ferro e o tratamento preventivo inclui uma reeducação alimentar e diminuição de maus hábitos, como fumo e bebidas alcoólicas.

Consulte um especialista para um diagnóstico preciso e um tratamento eficaz.




Voltar

Agende uma consulta




Você receberá a confirmação do agendamento por telefone