• Acesse a área exclusiva:

Doença da Vesícula Biliar – Coléstase

Os procedimentos da doença da vesícula estão entre os mais comuns no grupo de cirurgias no aparelho digestivo.

A vesícula biliar tem a única função de armazenar a bile produzida no fígado. Quando a pessoa ingere alguma quantidade maior de gordura, ou quando ela sente vontade de comer, a vesícula começa a se contrair esperando que este alimento chegue no intestino, quando a vesícula para essa contração e não despeja mais a bile armazenada para dentro do intestino se dá início a doença da vesícula, a bile não despejada começa a cristalizar, formando cálculos, as popularmente conhecidas pedras na vesícula.

Diferente do cálculo renal, o único tratamento para o cálculo é a retirada de toda a vesícula juntamente com os cálculos. Existem duas maneiras de se realizar esta cirurgia, a primeira é a convencional com um corte de 10cm a 15cm e a outra, a mais utilizada, é a cirurgia por vídeolaparoscopia, com quatro cortes sendo dois cortes de 2cm e dois cortes de 5mm, nesta modalidade se insufla ar dentro do abdome e insere-se uma câmera que auxilia no procedimento. A cirurgia dura em torno de uma hora, e geralmente não apresenta complicações.

São acometidos pelo problema pessoas com uma pré-disposição genética e a doença é causada principalmente pela ingestão de alimentos gordurosos, ricos em colesterol, e em pessoas com o colesterol alto, por isso a preocupação em casos de obesidade e sobrepeso.

Quanto aos sintomas, podem ser desde uma simples má digestão ou indisposição à alimentos gordurosos, quando há um desconforto vago ou localizado na parte superior do abdômen,  até sintomas mais graves como vômito e febre.

Acesse nosso conteúdo completo sobre esta doença ou entre em contato com um de nossos especialistas.




Voltar

Agende uma consulta




Você receberá a confirmação do agendamento por telefone