• Acesse a área exclusiva:

A dieta do paciente bariátrico



O paciente bariátrico enfrenta diversos desafios após a cirurgia, sendo o primeiro deles a dieta pós-operatória. Como ela é restrita, muitos dizem ser a pior parte da recuperação. É de extrema importância para o organismo se adaptar com essa nova condição. O paciente deve entender que não basta seguir as recomendações do nutricionista, é preciso força de vontade e uma enorme mudança de hábitos.

O primeiro passo é aprender a lidar com os volumes a serem ingeridos, já que ocorre uma redução significativa do espaço gástrico e a adaptação deve ser feita de maneira sistemática. A dieta é elaborada de acordo com as fases do pós-operatório, considerando o tipo de cirurgia e os dados antropométricos dos pacientes, além da hidratação. É importante ressaltar que cada paciente recebe uma dieta e mesmo que o plano alimentar seja semelhante ao de outra pessoa, cada um contém diferentes porções e fracionamentos dos alimentos e dos suplementos, de acordo com as necessidades nutricionais individuais de cada pessoa.

É essencial que todos os grupos de alimentos sejam introduzidos à dieta, na quantidade adequada e no momento certo. Cada grupo de alimentos tem seu papel bem definido em cada etapa da evolução dietética. Em grande parte dos casos utiliza-se suplementos alimentares que têm como objetivo dar o suporte de micro e macronutrientes, complementando a dieta. Os suplementos possuem diferentes apresentações e valores nutricionais específicos. Dessa maneira, são prescritos de acordo com as DRIS (Sistema Integrado de Diagnose e Recomendação).

Por: Ana Paula Meireles


Deixe seu comentário




Voltar

Agendamento Online