Publicado em

Está Dormindo Pouco? Você sabia que dormir pouco pode fazer você engordar?

Atualmente, a qualidade de sono está cada vez mais comprometida em função da rotina agitada e da “falta de tempo”. Hoje, dorme-se, de maneira geral, entre uma a duas horas a menos do que há 40 anos, de acordo com estudos realizados com a população dos Estados Unidos. A proporção de jovens adultos com um período de sono inferior a sete horas por noite aumentou de 15,6% em 1960 para 37,1% em 2001–2002.

Essa diminuição de horas de sono acarreta diversas alterações no organismo e pode resultar, inclusive, em ganho de peso. Isso porque a ação de alguns hormônios relacionados ao apetite é afetada: há um aumento na produção do hormônio da fome (grelina) e diminuição do hormônio da saciedade (leptina).
Além disso, o cansaço gerado pela falta de sono leva a uma menor fidelização de práticas esportivas, o que também se relaciona ao ganho de peso. O aumento do tempo acordado também possibilita uma maior ingesta alimentar.

Importante ressaltar que vários outros aspectos estão relacionados ao sobrepeso e à obesidade, associados ao sono ou não. A identificação desses fatores e a abordagem adequada é fundamental para a manutenção de uma saúde equilibrada e sem os riscos decorrentes do sobrepeso e da obesidade.

 

Por: Michelle Nery – Fisioterapeuta Bhariátrica
Membro da SBCBM e IFSO

Publicado em

Sal: aliado ou vilão?

Saiba porque controlar o uso excessivo de sal é fundamental para sua saúde.

Que o sal deixa a comida muito mais saborosa não é novidade, mas você sabia que a quantidade que você utiliza deve ser medida, para que além de apetitosa sua alimentação seja saudável?

A Organização Mundial da Saúde recomenda, no máximo, o consumo de 5 gramas de sal ao dia. É interessante que sigamos essa orientação para que não haja surpresas desagradáveis no futuro. E tem mais, de acordo com o Ministério da Saúde, 70% do sal consumido pelo brasileiro vêm da alimentação feita em casa e 30%, de produtos industrializados. Agora que você já sabe que grande parte do que você consome de sal é da comida que provém do seu lar, fica mais fácil de perceber os excessos e reduzir para as 5 gramas recomendadas, não é mesmo?

Você pode começar retirando o saleiro da mesa, depois vai reduzindo a quantidade que você utiliza quando prepara seus alimentos, e para você não ter aquele probleminha de achar que está faltando tempero, basta utilizar ervas aromáticas, salsinha, cebolinha, manjericão, e outras. Além disso, passar a observar os rótulos dos alimentos que você compra e escolher pelo que tem menos sódio pode ser muito útil para você conseguir alcançar seu objetivo, que é reduzir o uso de sal, que tem o sódio, que se consumido em excesso pode ser um grande vilão para um vida saudável, como componente.

Mas você deve estar se perguntando agora: o que o excesso do sal traz de risco para minha saúde? A gente te responde!

Quanto mais sal você consome mais aumenta o risco de você desenvolver doenças como hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e renais. E elas reduzem sua possibilidade de viver com qualidade e aproveitar o melhor dos seus dias. Então, utilizando aquele velho ditado popular, é melhor prevenir do que remediar!
Leia mais sobre hipertensão e saiba como identificar e tratar a doença:

Mas calma, o sal também pode ser um grande aliado se você souber utilizar com sabedoria. O uso moderado e controlado (5 gramas por dia) pode trazer grandes benefícios. Veja alguns deles:

Equilíbrio do organismo:

O sal funciona como mecanismo de controle das substâncias que entram e saem do organismo. Sem a presença do sódio no corpo, não seria possível reter a quantidade saudável de água que precisa e as células sofreriam alteração no seu volume natural.

● Melhora a digestão:

O sal é um grande amigo da digestão, porque estimula o aumento dos movimentos peristálticos dos intestinos, facilitando a formação do bolo fecal.

Grande aliado dos atletas:

a importância do sal é ainda maior para os atletas, porque seu consumo auxilia na reposição do sódio perdido pela transpiração. Assim, o corpo permanece no equilíbrio saudável de água e nutrientes no interior de suas células.

Agora que você tem todas essas informações fica muito mais fácil utilizar o sal da maneira correta, para que ele deixe de ser tão temido.

Conta pra gente o que achou desse blog post, e compartilhe conosco suas experiências. Queremos saber o que o sal é em sua vida: aliado ou vilão?